10 janeiro 2011

Vander: inspiração em Bebeto, fé e vontade de vencer no Fla



Jovem, franzino, baiano. As semelhanças, por enquanto, param por aí. Mas Vander, reforço do Flamengo para a nova temporada, já escolheu sua inspiração: o ex-atacante Bebeto. Assim como o novo meia rubro-negro, o tetracampeão deixou a Bahia para jogar na Gávea. Em 1983, Zico logo se transferiu para a Itália, e Júnior seguiu o mesmo caminho no ano seguinte. O início não foi tão fácil, com algumas derrotas e frustrações. Entretanto, em 1987, ele ganhou o coração da torcida.
- Ele me inspira, foi jogador que saiu do Vitória, veio para o Flamengo e hoje é quem é. Serve de inspiração para mim. Se pudesse falar com ele, seria bom. Foi um cara vitorioso no Flamengo e quero seguir a trajetória dele - disse, em sua primeira entrevista como jogador do Fla.
Aos 20 anos, Vander foi revelado pelo Bahia. Saiu do bairro São Marcos, na periferia de Salvador, chegou ao Tricolor aos 11 anos e desde então “vem na batalha”. Foi promovido a profissional na temporada passada. A tatuagem na nuca demonstra a fé do jogador: “Meu bom Deus, me conceda amor e paz”. Emprestado ao Fla até o fim deste ano, quer aproveitar a chance da carreira.
- A ficha não caiu ainda. Foi tudo muito rápido. Estava em Salvador quando recebi a informação de que a chance de chegar ao Flamengo seria grande. Em dois dias aconteceu. Aos poucos estou me acostumando a jogar aqui. Consegui ajudar o Bahia a voltar para a Série A, fiz gols, dei algumas assistências. O Renato (Gaúcho, hoje no Grêmio) foi o técnico que me deu a chance de subir - lembrou.
Em Londrina-PR, cidade escolhida pelo Fla para realizar a pré-temporada até o próximo dia 17, Vander se impressionou com a estrutura disponível para o Rubro-Negro. Aos poucos, tenta se acostumar com a rotina de um clube de maior expressão.
- O trabalho está sendo diferente. Vai ser bom para mim. Tenho trabalhado forte para poder ter disposição para todo o ano - comentou.
Para quem ainda não teve a chance de ver Vander em ação, ele se apresenta.

- Sou meia ou segundo atacante, mas jogo pelas laterais. Sou individualista e também finalizo bem - definiu-se.
Postar um comentário