07 janeiro 2011

Hoje foi no apartamento de Nonato e Edna


Hoje a Convivência foi no apto. do Seu Nonato e da Dona Edna. Marina levou café e um pote com biscoitos que ela tinha feito à tarde. Dona Edna nos esperava com quitutes maravilhosos. Aristides e Cris levaram o sorvete da sobremesa. Passamos um tempo alegre ao redor da mesa compartilhando tudo que foi levado. Seria ontem, lá em casa, mas ela pediu que fosse hoje no apartamento deles. Era uma data especial que a maioria só descobriu lá: eles estavam comemorando 43 anos de casamento. 

Foi uma noite especial! Ouvimos várias histórias sobre o tempo de namoro entre os dois e rimos muito com os costumes diferentes. Além disso, ela nos contou novamente uma parte da história do seu encontro com Jesus e como hoje ela percebe que desde criança, quando ganhou o primeiro missal, Deus vinha aproximando-se carinhosamente dela; até que uma cortina se abriu e a verdade do amor de Deus pôde ser vista com clareza. 


Falamos com a Simone, irmã do Aristides, pelo Skype e depois oramos por ela, Kevin e os filhos. Também oramos pelo pai da Judite, que soubemos hoje à noite ter sofrido um derrame. Certa hora Dona Edna começou a cantar o cântico "Vaso Novo" e todos cantamos juntos. A partir da música, refletimos sobre o nosso Deus como um oleiro e nós como seus vasos. Quase todo mundo falou alguma coisa e novas percepções sobre o trabalhar de Deus em nossas vidas foram acrescidas para todo.  

Continuamos em volta da mesa e as conversas foram do futebol à política; indignação com os salário dos deputados e senadores, a volta do Ronaldinho Gaucho para o grêmio e os salários astronômicos dos jogadores de futebol. Dona Edna falou dos quadros, pintados e em ponto cruz nas paredes da sal, mostrou fotos e contou histórias suas que foram de grande encorajamento a respeito de perdoar e ser perdoado. Seu Nonato destacou que a vida não pode ser um simples esperar, mas que há muitas coisas que estão ao nosso alcance e que devemos fazê-las. O Marcos lembrou que Deus está sempre disposto a começar mudanças em nossas vidas. Eu lembrei que não podemos fazer nada para melhorar nossa situação diante de Deus, senão aceitar o presente de seremo recebidos em Sua família como Seus filhos. Contei para Roberto, Aristides, Marcos e Seu Nonato histórias de quando aprendi a tocar violão. Takaki descobriu que, ainda estudante de História, havia visitado o sobrado que fora a casa dos avós de Dona Edna e que hoje faz parte da história de Aracati.

Dá pra imaginar que tudo isso aconteceu em uma noite só? Pois é verdade. E isso é só uma parte do que eu vi. Mas meu coração também se encheu de alegria por causa da conexões que o Espírito construiu e fortaleceu entre nós hoje à noite, embora isso não seja visível; não podem ser vistas, mas são elas que formam a teia de amor que sustenta a família de Deus.

Nonato, Edna, Aristides, Cris, Gabriel, Olívia, Marcos, Karina, Danilo, Aristarco, Marina, Roberto, Takaki, Uma irmã e uma amiga de dona Edna.
Postar um comentário