28 junho 2006

Bíblia, livro na penumbra

Um estudo sociológico sobre o comportamento dos católicos em relação à Bíblia e o seu interesse em apoiar programas de difusão bíblica revelou que o livro continua a esta “na penumbra”.

O estudo foi realizado em simultâneo em Itália, França e Espanha e levou cerca de três anos a ser concluído. Os resultados foram apresentados ontem, em Roma.

A investigação sociológica, conduzida pelo professor Luca Diotallevi, da Universidade de Roma, incluiu uma sondagem pública a 650 pessoas de cada um dos três países, bem como entrevistas aprofundadas a líderes católicos seleccionados nesses mesmos países.

O Secretário-Geral da Sociedade Bíblica de Portugal, Timóteo Cavaco, acompanhou de perto todo o processo que levou à encomenda e implementação deste estudo. Em comunicado enviado à Agência ECCLESIA, a SBP refere que a informação recolhida em Itália, França e Espanha “tem um grande interesse para Portugal dada a semelhança de contextos entre esses países e o nosso”.

O estudo revela que, mesmo entre os católicos praticantes, a leitura da Bíblia é baixa: 55% no caso dos franceses, 52% dos espanhóis e 42% dos italianos. Entre “as práticas mais úteis para alimentar a fé”, a Bíblia é assinalada apenas por 29% dos espanhóis, 23% dos italianos e 13% dos franceses.

A mais “útil” continua a ser a homilia dominical, o que confirma uma tendência católica de aproximação à Bíblia pela mediação eclesial e não tanto pela iniciativa pessoal.

Agência Ecclesia 28/06/2006

Postar um comentário