15 janeiro 2006

Ais e Consolações


Hoje quero compartilhar com os irmãos algumas reflexões sobre a busca humana por consolo a partir da leitura do evangelho de Lucas.

(24) Mas ai de vós, ricos! Porque já tendes a vossa consolação. (25) Ai de vós, os que estais fartos, porque tereis fome. Ai de vós, os que agora rides, porque vos lamentareis e chorareis. (26) Ai de vós quando todos os homens de vós disserem bem, porque assim faziam seus pais aos falsos profetas. (Lucas 6: 24 a 26)

Jesus era muito versátil na forma de se comunicar com as pessoas. Ele usava discursos públicos, como fez no sermão do monte; contava pequenas histórias de fatos do dia-a-dia, como a história do fazendeiro que juntou riquezas para si e perguntas confrontadoras e arriscadas como “Quem dizem os homens que eu sou? ” .

No trecho que lemos, Jesus se utilizou de uma forma de expressão muito comum nos profetas do Velho Testamento: os Ais. Esse formato literário foi usado pelo menos 20 vezes, no A. T., por 8 profetas diferentes: Isaías, Jeremias, Amós, Miquéias, Naum, Habacuque e Zacarias. Na Bíblia, os ais são interjeições de advertência e lamento pelo pecado de pessoas e mesmo de nações inteiras:

Isaías, no verso 8 do capítulo 5 diz: “Ai dos que ajuntam casa a casa, reúnem campo a campo, até que não haja mais lugar, e ficam como únicos moradores da terra. ”

Em Jeremias 22:13 o profeta diz: “Ai daquele que edifica a sua casa com injustiça, e os seus aposentos sem direito; que se vale do serviço do seu próximo sem paga e não lhe dá salário. ”

O profeta Naum (3:1) também se utilizou dos Ais. Ele disse: “Ai da cidade sanguinária, toda cheia de mentiras e de roubo, e que não solta sua presa”

No texto registrado pelo médico Lucas, Jesus pronunciou quatro Ais: “Ai dos ricos”, “Ai dos que estão fartos”, “Ai dos que riem” e “Ai daqueles que são aprovados por todos” Hoje à noite vamos conversar sobre o primeiro dos quatro Ais pronunciados por Jesus: Ai de vós, ricos, por que já tendes a vossa consolação.

Nesse primeiro lamento de advertência Jesus fala para aqueles que têm bens e posses. Uma palavra me chamou a atenção como se estivesse iluminada com holofotes: CONSOLAÇÃO. Observe o texto e veja que Jesus, com essa palavra – Consolação – explica o motivo da sua advertência aos ricos. É como se ele dissesse: Lamento muito por vocês que são ricos e que têm encontrado nas riquezas o consolo de suas vidas.

Primeira Pergunta
Será que nós precisamos de consolo?

Na verdade parece até estranho falar de buscar consolo no atual cenário vivido pela Igreja Cristã, sobretudo pela Igreja Evangélica. Afinal os profetas do sucesso estão nos programas de TV anunciando que crente fiel não sofre, não adoece, não fica triste, não perde o emprego (até porque os crentes fieis são todos patrões) e não passa por qualquer outra dificuldade. Basta apertar a campainha e o Deus-garçon vem atender seus pedidos.

No entanto, irmãos, se você usarmos de bom senso e sinceridade; se você, por um breve momento, parar as engrenagens da vida para observá-la, vai concordar comigo: somos submetidos a tantos sofrimentos, são tantas as dificuldades que enfrentamos e estamos tão aquém do ideal de Deus para nós, que todos, sem exceção, precisamos ser consolados. Aqui vai uma dica: aqueles que acham que não precisam de consolo, os durões, são os que mais precisam.

Quando alguém perde o emprego, precisa de consolo.
Quem já passou pela terrível situação de estar desempregado? A experiência de procurar como ganhar o pão de cada dia e sustentar a família, mas não conseguir, meus amados, é um corrosivo extremamente danoso para a autoestima de qualquer um. Tenho um irmão que chegou há alguns meses de Rondônia. Demitido depois de 7 anos de serviço. Durante o período em que procurava emprego sem encontrar, ele, a esposa e os filhos precisaram de consolo.

Quando se é vítima da violência urbana, precisa-se de consolo.
Há alguns meses atrás Marina e os meninos estavam indo me pegar no trabalho quando ela foi roubada. O carro estava parado no sinal, e por uma brecha no vidro de menos de 10 cm, um sujeito enfiou o braço e roubou uma joia que havia sido presenteada em uma data muito especial. Nós precisamos de consolo naquela ocasião.

Quando não conseguimos nos fazer entender, precisamos de consolo.
Sabe aquelas situações em que um fala em uma língua e a outra pessoal fala outra língua totalmente diferente; situações em que você tenta ajudar mas acaba por machucar o outro; ou quando você pensa estar fazendo uma boa ação mas não é compreendido pelo alvo do seu amor. O interessante é que muitas vezes isso acontece com aqueles que mais amamos. Precisamos de muito consolo nessas situações.

Quando nos sentimos inadequados, precisamos consolo
A sensação de inadequação é capaz de minar a alegria de qualquer pessoa. É quando parece que não fazemos nada certo, que não nos enquadramos em nenhum perfil. Nem na rede ministerial ele consegue encontrar um perfil de servo para ele. Precisamos de consolo quando nos sentimos como o patinho feio da fábula.

Quando envelhecemos, precisamos de consolo.
Ultimamente tenho tido a oportunidade de conversar com o Seu Dorileu. Seu Dorileu tem cerca de 84 anos e recentemente tem passado por alguns problemas de saúde. Ele é um homem simples, mas é daquelas pessoas falantes e articuladas, que têm uma opinião sobre tudo.

Logo que chegou aqui em Fortaleza para se tratar, o semblante daquele homem era de tristeza e desconsolo. O corpo debilitado não respondia como antes aos medicamentos; a mente cansada tinha dificuldade em se concentrar; e alma estava sem esperança no futuro. Em sua velhice, Seu Dorileu chegou aqui precisando de consolo.

Quando a vida perde o sentido, precisamos de consolo.
Meus irmãos, não é muito difícil perder o amor pela vida. Basta olhar para nossas limitações, nossos medos, nossas frustrações, nossos anseios e nossas dúvidas que a vida pode tornar-se algo sem sentido ou valor. Quando a falta de propósito invade nossa alma é certo que precisamos de consolo.

Na verdade, irmãos é legitimo que alguém desconsolado busque consolo. Não era esse o problema. Jesus, quando repreendeu os ricos com esse primeiro Ai, deixou um alerta não sobre o consolo em si, mas sim sobre ONDE estamos buscando consolo. Mas por que Jesus faria esse alerta? Porque há consolação que é breve, temporária e esse tipo de consolação não satisfaz as necessidades da alma humana.

Segunda Pergunta
Onde você tem buscado consolo para enfrentar as dificuldades da vida?

Naquilo que você possui?
Você pode pensar “Isso é coisa apenas dos ricos sobre os quais Jesus falou”, mas não é não. Nossa sociedade consumista decretou uma lei, vigente em quase todo o mundo: a identidade das pessoas encontra-se naquilo que elas possuem. É sob essa lei que você vive, desejando possuir algum bem que lhe tornará especial e trará consolo para sua alma? Onde você tem buscado consolo para sua vida?

Na esperança de possuir algo?
Jogos, loterias, cartelas premiadas, carnê do baú, jogo do milhão e bingos eletrônicos. Alguns buscam consolo para a dura realidade da vida não na posse de algo mas na esperança de possuir. Não importa se o dinheiro ganho com dificuldade está sendo jogado fora em vez de sustentar a família com dignidade; não importa se a estatística diz ser quase impossível ganhar. O consolo está na esperança. Mas essa é uma esperança que não está no Deus Eterno. Onde você tem buscado consolo para sua vida?

No seu filho ou sua filha?
Muitos pais e mães buscam consolo na possibilidade de serem redimidos por seus filhos ... Sonhos frustrados serão realizados por eles; desejos não alcançados serão usufruídos por eles (Mesmos se eles não quiserem). E para viabilizar tudo isso, tornam-se controladores de seus filhos não permitindo que vivam sua própria vida. Onde você tem buscado consolo para sua vida?

Nas drogas ilícitas,
As autoridades dizem que Fortaleza faz parte de várias rotas de tráfico de droga: maconha, cocaína, anfetaminas, exctase. Por que? ... Somos uma cidade litorânea, ficamos próximo aos mercados consumidores da Europa e EUA ... Pode ser que tudo isso facilite o tráfico, mas o que deveria nos incomodar é que nossa cidade tem buscado consolo para suas angústias nas drogas, e tem afundado nelas. Onde você tem buscado consolo para sua vida?

Nas drogas lícitas?
Álcool, fumo, tranquilizantes e analgésicos também podem se tornar fonte temporária de consolo. Drogas permitidas pela sociedade mas não menos danosas que as outras pois reduzem momentaneamente nossa necessidade de confiar no Senhor. Quando a vida aperta, ameaça e nos faz ficar com medo, onde buscamos consolo, Onde aquietamos nosso coração? No álcool que entorpece ou no entorpecente legal que tranquiliza?

No sono da fuga?
Queridos irmãos e queridas irmãs, quando o sono torna-se mais que um restaurador de energias, quando dormimos para ver se as coisas estarão diferentes ao acordarmos, CUIDADO. Pode ser que o sono tenha se tornado o consolo de sua vida.

Você poderia dizer: Aristarco, graças a Deus não tenho buscado consolo em nada disso. Então, talvez você seja daquelas pessoas dedicadas ao trabalho e ao estudo.

No trabalho duro e sério?
Se falta tempo para você fazer outras coisas em sua vida, à exceção de trabalhar, CUIDADO. Aqueles que são viciados em trabalho tem inúmeras explicações para sua obsessão: é o orçamento que não dá mais; é a oportunidade de ascensão que não pode ser perdida ou a chance da realização pessoal almejada. Não há nada de errado em trabalhar duro e de forma honesta, mas é preciso estar alertar para não buscar na atividade incessante o consolo para a alma.

Nos estudos intensos e sem fim?
É bom e necessário estudar! Mas quando a busca pelo conhecimento tornar-se um fim em si mesmo, você precisa saber que está lidando com um deus que exigirá cada vez mais dedicação. Conheço pessoas que trocaram o cônjuge por um doutorado, os netos por um mestrado e a convivência familiar por um curso de especialização. Onde você busca consolo para sua vida?

Deixe-me lhes dizer algumas coisas para ajudá-lo a perde de vez a ilusão desses breves consolos:

· Suas posses podem ser roubadas;
· Seu filho pode não realizar seus sonhos;
· O efeito das drogas passa e deixa um vazio ainda maior que antes;
· Depois de uma tarde de sono, o mundo continuará lá;
· Depois de 12 horas de trabalho, seus medos e ansiedades ainda estarão esperando por você;
· Um dia você terá dificuldade de lembrar-se do que estudou com tanto afinco.

Onde, meus irmãos, podemos encontrar o consolo que nos torna plenos e felizes? O Senhor Deus não nos deixou sem respostas. As Escrituras apontam o caminho que devemos trilhar.

Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e Deus de toda a consolação, que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, pela consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus. (II Cor 1:3-4)

No meio das tribulações da vida, o consolo eficaz vem do Senhor, o Deus de toda consolação! É Ele quem pode encher nosso coração de Paz. É isso que a Palavra nos afirma. O desafio para nós, crentes do século XXI é confiar no que diz a Palavra do Deus Eterno. O desafio é confiar em que o Senhor deseja nos consolar com a sua presença, que ele tem pensamentos de paz sobre nós. O desafio é, a despeito das circunstâncias, descansar na soberania amorosa do nosso Deus. Ele mesmo é a nossa consolação eterna.

Terceira Pergunta
Como somos consolados pelo Senhor?

Quero indicar 3 formas pelas quais o Senhor nos consola.

Pelas Escrituras: Porquanto, tudo que dantes foi escrito, para nosso ensino foi escrito, para que, pela constância e pela consolação provenientes das Escrituras, tenhamos esperança. (Rom 15:4)

Leia sua Bíblia procurando conhecer melhor a Deus. Descubra do que o Senhor gosta e o que Ele não gosta. Veja nas Escrituras como Ele lida com seus servos. Quando confiamos naquilo que a Palavra afirma sobre o caráter de Deus, somos consolados.

Pelo ensino e exposição da Palavra: Mas o que profetiza fala aos homens para edificação, exortação e consolação. (I Cor 14:3)

Assuma uma atitude ensinável. Esteja aberto para ouvir e ser consolado por aqueles aos quais o Senhor incumbiu com a missão de ensinar a Palavra. Quando permitimos que o ensino da Palavra toque nossas vidas, e não apenas nossas mentes, somos consolados.

Pelo testemunho e amor dos santos: ...e Jesus, que se chama Justo, sendo unicamente estes, dentre a circuncisão, os meus cooperadores no reino de Deus; os quais têm sido para mim uma consolação. (Col 4:11)

Pois tive grande gozo e consolação no teu amor, porque por ti, irmão, os corações dos santos têm sido reanimados. (Fil 1:7)

Esteja atento ao testemunho dos homens e mulheres que andam perto do Senhor. As vidas destas pessoas estão repletas de histórias de fé que podem nos encher de consolo. Para isso é preciso abrir mão de nos considerarmos o centro de nossas vidas para conseguir ver as outras pessoas e aquilo que o Senhor está fazendo nas vidas delas.

Termino com o que o Apóstolo Paulo escreveu aos irmãos de Corinto para que esta verdade maravilhosa não saia de nossas mentes.

Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e Deus de toda a consolação, que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, pela consolação com que nós mesmos somos consolados por Deus. (II Coríntios 1:3,4)

Que Ele nos abençoe e molde nossas vidas à semelhança do Seu filho Jesus. E que nos dê da sua graça para essa caminhada de transformação.
Postar um comentário