08 fevereiro 2006

Fruto do Espírito - Paz

Aristarco Coelho
03 Novembro 2004 - Fortaleza, CE

Nas batalhas dentro em mim
E nas guerras que me cercam
O doce fruto da Tua paz,
Ensina-me a colher.

Em meio à vida agitada
Confuso em meu pensar
Quietude, em Tua paz,
Quero aprender encontrar.

Na escassez ao meu redor
Ou se me falta vinho e pão,
Se bem suprido de Tua paz,
Seguro estou em tuas mãos.

Não é paz como se pensa
Paz de ciência e abundância.
Mas sim descanso, quietude,
E suprimento no Senhor.
Postar um comentário