08 outubro 2008

Homens Batistas 1

Mensagem proferida no 2º Congresso dos Homens Batistas Cearenses, realizado nos dias 12, 13 e 14 de Setembro de 2008 no Sítio Aberta Stwart.

(Eph 4:16) do qual o corpo inteiro bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, efetua o seu crescimento para edificação de si mesmo em amor.

Quero agradecer ao Irmão Cícero Ferrer, presidente da União Masculina Missionária Batista do Ceará, pelo convite e o privilégio que me concedeu de compartilhar com irmãos sobre o tema Homens batistas unidos e edificados no amor de Cristo.

Espero que esse seja um tempo de visitação do Espírito de Deus. Oro para que o Espírito que inspirou as Escrituras hoje, mais uma vez, seja seu interprete e para que Ele, poderosamente, aplique em nossas vidas a verdades que iremos compreender hoje pela manhã e à noite. Olhando para o nosso tema, agora pela manhã vamos tratar da unidade e à noite conversaremos sobre edificação.

Unidade, não podemos produzi-la.

Unidade é um desejo recorrente nas igrejas. Todos nós queremos unidade, todos nós falamos de unidade, reclamamos quando achamos que falta unidade na igreja, principalmente em torno daquilo que queremos que haja unidade.

Muitas vezes, a unidade é vista de forma romântica, como uma espécie de tesouro que foi perdido no tempo e que precisa ser recuperado. Mas é preciso que a verdade seja dita: a unidade não é elemento natural em um mundo caído e corroído pelo pecado. Não temos motivos para esperar que homens e mulheres busquem naturalmente a unidade. Dito de outra maneira, não há porque nos sentirmos decepcionados pela ausência de unidade.

Escrevendo aos irmãos de Éfeso (Ef. 2:1-3) pela inspiração do Espírito de Deus, o apóstolo Paulo afirmou que, por natureza somos filhos da ira, e a ira não produz unidade duradoura.

Eph 2:1 E vos vivificou, estando vós mortos em ofensas e pecados,
Eph 2:2 Em que noutro tempo andastes segundo o curso deste mundo, segundo o príncipe das potestades do ar, do espírito que agora opera nos filhos da desobediência.
Eph 2:3 Entre os quais todos nós também antes andávamos nos desejos da nossa carne, fazendo a vontade da carne e dos pensamentos; e éramos por natureza filhos da ira, como os outros também. (ARA)


Nenhum de nós pode produzir unidade na igreja ou entre nós mesmos. Esse não é um produto que sabemos fazer por conta própria. Às vezes nos esforçamos para produzir unidade onde há divisão e discórdia, mas, sempre que tentarmos isso, provaremos o gosto amargo do fracasso.

...Éramos por natureza filhos da ira (v.3)

Não há como existir unidade duradoura entre nós, se permanecermos irreconciliáveis, como filhos da ira. Homens iracundos, que por tudo sentem o sangue ferver nas veias, agem sem controle de si mesmos e são incapazes de manter a unidade.

... Andastes segundo o curso deste mundo (v.2)

Outra conclusão a partir desse texto é de que não é possível haver unidade entre pessoas que se divertem com a inclinação que têm para o pecado e que consideram isso como um modo de vida. Homens que vivem seus pecados com a naturalidade de quem caminham vendados rumo ao precipício.

... Fazendo a vontade da carne e dos pensamentos (v.3)

É impossível que haja unidade em uma igreja cujos homens gastam seu tempo e seu dinheiro para satisfazer a vontade de sua natureza humana e pecadora, cujos pensamentos são sempre para o mal.

Se não podemos produzir unidade, porque estamos falando sobre isso? Talvez fosse melhor mudar o tema dessa mensagem e de todo o encontro... Não precisamos chegar a tanto. É certo que não podemos produzir unidade, mas certamente poderemos preservá-la. É para isso que somos desafiados no início do capitulo 4 de Efésios.

Unidade, podemos preservá-la.

3 Procurem conservar entre vocês a unidade que o Espírito Santo produziu com laços de paz 4 Somos todos um só corpo, e temos todos o mesmo Espírito e fomos todos chamados para um mesmo futuro glorioso 5 Existe um só Senhor, uma só fé, um só baptismo.
6 Temos um só Deus, que é Pai de todos nós, que está acima de todos e que vive em nós e através de nós. Eph 4:3-6 (O Livro)


Mantida com esforço

Eu gosto muito de como essa paráfrase nos permite perceber os fundamentos de nossa unidade e vamos falar sobre isso mais adiantes. Mas, talvez, precisamos primeiro recuperar a força que o apóstolo Paulo imprimiu no início dessa recomendação e para isso leremos outras traduções.

Procurando diligentemente... (ARA)
Esforçando-se... (NVI)
Empenhando-se... (Jerusalém)

Não podemos produzir unidade, mas somos convocados pela Palavra de Deus para fazer aquilo que estiver ao nosso alcance com o propósito de preservar, de conservar a unidade gerada pelo Espírito de Deus.

Nossa inclinação para a desavença, para o desafeto, para as cisões e divisões é tão forte que o Espírito de Deus deixou registradas expressões que tornam clara a necessidade de nos esforçarmos para manter a unidade gerada pelo Espírito. A unidade não será mantida naturalmente, mas será o resultado do empenho de cada pessoa envolvida na igreja.

Se o seu coração clama por unidade na igreja, na União Masculina, entre as igrejas da CBC, terá que se esforçar, terá que ser diligente e empenhar-se; não para produzi-la, mas para manter a unidade do Espírito.

Você está disposto, meu irmão, a lutar para que a unidade do Espírito seja mantida, em vez de anulada, rejeitada e desconsiderada?

Produzida pelo Espírito

Uma das chaves para preservarmos a unidade é perceber a maneira como o Espírito a produz. O apóstolo foi inspirado a registrar que a unidade do espírito é gerada através dos vínculos ou laços de paz. Isto é, aqueles, e somente aqueles, que se tornaram amigos de Deus poderão usufruir da unidade do Espírito, porque existe entre eles os laços da paz com Deus.

1-2 Sendo, pois, declarados justos pela fé, temos paz com Deus, devido ao que nosso Senhor Jesus Cristo fez por nós. Pois em razão da nossa fé, temos direito a esta graça, e em confiança nos regozijamos pelo dia em que partilhamos da glória de Deus. (Rom 5:1-2)

Muitas igrejas sofrem tentando produzir unidade através de acordos, negociações, panos quentes, omissões, toma-lá-da-cá, barganhas e todo o tipo de esforço humano. Essas tentativas estão fadadas ao fracasso e não produzirão unidade duradoura.

Não é possível que haja unidade entre pessoas que ainda estão em desavença pessoal com Deus. A unidade é produzida pelo Espírito entre aqueles que foram reconciliados com o Pai, declarados justos pela fé em Cristo Jesus.

Ora, quando estamos falando de pessoas que ainda não fizeram as pazes com Deus através do sangue de Cristo, não é possível manter a unidade do Espírito (ainda que essas pessoas sejam pastores, presidentes, vice-moderadores, diretores, diáconos, professores de EBD ou qualquer outra coisa), simplesmente porque não há unidade para ser mantida.

Qual seria o destino de uma sociedade entre você e um inimigo de seu pai? Não é possível haver unidade entre os amigos de Deus e aqueles que ainda são seus inimigos, simplesmente porque não existem entre eles os laços capazes de mantê-los juntos.

Quem é você? Você é alguém que está em paz com Deus e procura manter a paz na família de Deus? Você honra o nome do Pai e se esforça para preservar a unidade? Ou você é capaz de promover e apoiar a discórdia em nome de alguma coisa qualquer, sem sentir nem mesmo remorso por estar desonrando o nome do Pai?

A Unidade pode ser preservada...
...Produzida pelo Espírito através da reconciliação com Deus
...Mantida com esforço, diligência e dedicação.

Resultado de quem somos


4 Somos todos um só corpo, e temos todos o mesmo Espírito e fomos todos chamados para um mesmo futuro glorioso 5 Existe um só Senhor, uma só fé, um só batismo. 6 Temos um só Deus, que é Pai de todos nós, que está acima de todos e que vive em nós e através de nós. Eph 4:3-6 (O Livro)

A unidade é o resultado amor de Cristo Jesus. Precisamos compreender isso, porque se essa verdade não tomar conta de nossas vidas, nunca alcançaremos unidade.

Depois de explicar que devemos manter a unidade produzida pelo Espírito de Deus, o apóstolo Paulo lembra aos irmãos de Éfeso quem somos por causa do amor de Cristo: somos filhos de Deus.

Fomos transformados, (1) ganhamos um coração de carne no lugar do coração de pedra, (2) recebemos o Espírito de Deus que passou a compartilhar Sua vida conosco, (3) fomos feitos filhos de Deus e por isso fazemos parte da Sua família, (4) compartilhamos da mesma esperança de que Cristo irá voltar para buscar os seus e estabelecer um reino de paz e justiça, (5) estamos submetidos ao mesmo Senhor através da mesma fé que Cristo produziu em nós, (6) estamos ligados uns aos outros por laços de irmandade, por que fomos declarados filhos de um mesmo pai.

Ele ligou o nome Dele aos nossos nomes. Somos parte de uma mesma família, de um mesmo corpo. Se é assim como a Palavra diz, nós, batistas do Ceará, precisamos clamar ao nosso pai celeste:

Primeiro por nós mesmos. Devemos rejeitar em nosso procedimento, em nossas palavras, o espírito de divisão que tem assediado nossas igrejas e nos separado uns dos outros. Os espíritos devem ser discernidos e esse espírito de divisão não tem parte com o Parácleto de Deus, o Espírito Santo.

Depois uns pelos outros. A unidade não pode ser duradoura se ela é
o esforço apenas de alguns poucos. Devemos clamar ao Senhor para que repreenda o espírito de divisão também na vida de nossos irmãos, dentro e fora de nossas igrejas.

Unidade, sem ela não temos mensagem.

Os batistas são reconhecidos como o povo que valoriza a pregação da Palavra de Deus. Somos igrejas missionárias e nos esforçamos para levar a mensagem e a transformação do evangelho àqueles que ainda não fizeram as pazes com Deus. A força desse chamado missionário está nas palavras dos discípulos de Cristo.

Certa vez Jesus orou por seus primeiros discípulos, mas ele estendeu essa oração também para aqueles que creriam nas palavras daqueles discípulos. O Senhor orou por mim e por você.

As palavras do Senhor Jesus nessa oração revelam muito sobre sua pessoa e sobre as coisas que ele achava importante.

Joh 17:20 E rogo não somente por estes, mas também por aqueles que pela sua palavra hão de crer em mim; Joh 17:21 para que todos sejam um; assim como tu, ó Pai, és em mim, e eu em ti, que também eles sejam um em nós; para que o mundo creia que tu me enviaste.
Joh 17:22 E eu lhes dei a glória que a mim me deste, para que sejam um, como nós somos um; Joh 17:23 eu neles, e tu em mim, para que eles sejam perfeitos em unidade, a fim de que o mundo conheça que tu me enviaste, e que os amaste a eles, assim como me amaste a mim.


Eu vou concluir minha palavra nesta manhã afirmando que sem unidade, não temos mensagem. Sem unidade não temos o que dizer para o mundo. Sem unidade nossas palavras se tornam vazias e sem sentido, apenas mais uma voz em meio a uma multidão de vozes.

Sem unidade nossos esforços evangelísticos se tornam ineficazes para demonstra que Cristo Jesus foi enviado pelo Pai para buscar e salvar o que se havia perdido.

Sem unidade o sacrifício de enviar missionário e sustentá-los não produz o resultado que deveria produzir, porque não temos o exemplo da transformação em nossas próprias igrejas.

Sem unidade, o mundo não conhecerá o enviado de Deus, mas verá apenas um bando de gente que se diz seguidor do Cristo, mas que não conforme os seus ensinamentos. Sem unidade, uma igreja fracassará em sua missão.
Postar um comentário