11 abril 2006

Fruto do Espírito - Fé


Aristarco Coelho

Não há como negar:
Não sei confiar em Ti.
Longe pus a esperança
Reneguei o Teu amor

Até procuro entender
Essa tal de confiança
Ela faz falta ao pecador
Ela faz toda diferença

Por isso com clamor eu peço:
Produz em mim a fé, Senhor.
Fé de mostarda, eu não me importo
Pra confiar no teu amor

Ensina-me a enxergar
E pela Fé poder ouvir
Na Criação, o teu falar;
E na história o teu agir.

Hoje digo a principados
Que dependo do meu Deus,
Pequena fé, um Deus gigante:
Solução que Ele me deu.
Postar um comentário