01 setembro 2010

Andas inquieta...


38 Indo eles de caminho, entrou Jesus num povoado. E certa mulher, chamada Marta, hospedou-o na sua casa. 39 Tinha ela uma irmã, chamada Maria, e esta quedava-se assentada aos pés do Senhor a ouvir-lhe os ensinamentos. 40 Marta agitava-se de um lado para outro, ocupada em muitos serviços. Então, se aproximou de Jesus e disse: Senhor, não te importas de que minha irmã tenha deixado que eu fique a servir sozinha? Ordena-lhe, pois, que venha ajudar-me. 41 Respondeu-lhe o Senhor: Marta! Marta! Andas inquieta e te preocupas com muitas coisas. 42 Entretanto, pouco é necessário ou mesmo uma só coisa; Maria, pois, escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada. Luc 10:38-42 

Vamos imaginar que Jesus, em pessoa, chegasse em sua casa, qual seria sua reação? Sem pensar muito, diga qual seria sua reação: deixaria ele esperando um pouco do lado de fora enquanto você dava uma geral na casa ou abriria a porta correndo para abraçá-lo.


Marta trabalhou duro para receber Jesus e oferecer a ele uma boa recepção (comida, acomodações...).

Maria entregou-se a ouvir, considerar e se deliciar com os ensinamentos de Jesus.

Marta reclamou!

1.   Maria não estava ajudando nos preparativos
2.   Jesus não estava se importando com a situação

Porque Marta estava insafisfeita?

Ela queria que todos vissem o mundo do mesmo jeito que ela via. E no mundo de Marta a melhor maneira de demonstrar amor a Jesus era trabalhar para ele. Então, Marta tinha certeza que duas coisas precisavam mudar naquela situação:

1.   JESUS deveria repreender Maria e mandar que ela se levantasse e fosse ajudá-la;

2.   MARIA deveria levantar-se e começar a trabalhar;

No mundo de Marta o trabalho é a única forma de demonstrar amor:

a.   Por isso muitos pais e mães trabalham muitas horas por dia, de domingo a domingo; para provarem a si mesmos e aos seus filhos o amor que têm por eles;
b.   Por isso muitas mães e pais se tornam obssesivas por suas casas, incapazes de abrir mão de afazeres domésticos; para provarem a si mesmas que amam seus filhos;
c.    Por isso muitos seguidores de Jesus se tornam ativistas que consomem um evento após o outro, um seminário após o outro, uma palestra após a outra, para provarem o seu amor por Deus.

No mundo de Marta parar as rotinas que a vida nos impõe e apenas ouvir as palavras de Jesus é inaceitável diante de tanta coisa que deve ser feita.

a.   Por isso oração é tão difícil de acontecer. Como é que alguém pode parar e orar?
b.   Por isso a meditação nas escrituras se tornou algo esquecido. Não dá para parar e meditar;
c.    Por isso a simples leitura da Bíblia se tornou algo impossível. Porque não podemos parar. Postagem da Bíblia pelo Twitter.

No mundo de Marta os relacionamentos pessoais, face a face, podem ser substituídos por tarefas em benefício das pessoas.

a.   Por isso as campanhas de doação são tão bem sucedidas – o amor é demonstrado, mas sem relacionamento;
b.   Por isso nas datas comemorativas têm cada vez mais presentes e cada vez menos presenças;
c.    Por isso as igrejas tem-se tornado grandes aglomerados onde serviços são prestados e a convivência e dispensada.

Jesus respondeu

41 Respondeu-lhe o Senhor: Marta! Marta! Andas inquieta e te preocupas com muitas coisas. 42 Entretanto, pouco é necessário ou mesmo uma só coisa; Maria, pois, escolheu a boa parte, e esta não lhe será tirada. Luc 10:41-42

Jesus revelou que Marta não era agitada apenas por fora. Sua mente também era agitada, ela se ocupava com muitas coisas ao mesmo tempo. E você? Como têm sido os seus dias de Marta?
  

A vida pode ser tornar muito complexa se de alguma forma acreditarmos que podemos controlar tudo que acontece ao nosso redor. Porque se acreditarmos assim, tentaremos controlar a vida.

Quanto mais coisas colocarmos dentro da nossa sacola de preocupação, mais complexa a vida e se tornará e mais inquietas nossas mentes e almas se tornarão; Quanto mais coisas você tirar da sua sacola de preocupações e depositar aos pés de Jesus, mas simples e saborosa a vida se tornará.

Deixem com Ele todas as suas preocupações e cuidados, pois Ele está sempre pensando em vocês e vigiando tudo o que se relaciona com vocês. 1Pe 5:7 

Deus é digno de confiança? Será que é sensato deixar de tentar manter as coisas sob controle e entregar a ele nossas preocupações?

Toda Escritura é um chamado para a confiança em Deus. Ela revela o caráter e o poder de Deus, revela nosso estado de incapacidade moral e espiritual de mudar nossa realidade de morte e nos convida a confiar que o Deus trino, Pai, Filho e Espírito Santo, conspirarou em nosso favor, para que a vida possa ser devolvida àqueles que estão mortos em seus delitos e pecados.

Mas porque você confiaria em Deus? Quais motivos você teria para isso? Conhecendo muito bem nossas limitações, Deus entrou na história e providenciou uma prova de amor com o propósito de encorajar você a confiar nele:

6  Quando estávamos totalmente desamparados, sem nenhuma possibilidade de escapar, Cristo veio justamente na hora certa e morreu por nós, os pecadores, que não tínhamos nenhum interesse nEle. 7  Mesmo que fôssemos bons, realmente não esperaríamos que alguém morresse por nós, embora isso fosse raramente possível, naturalmente. 8  Deus, no entanto, mostrou seu grande amor por nós, enviando Cristo para morrer por nós enquanto ainda éramos pecadores. Rom 5:6-8 

29  Desde o princípio de tudo Deus decidiu que aqueles que fossem a Ele - e no decorrer dos tempos Ele sabia quem iriam - se tornassem semelhantes ao seu Filho, de tal modo que seu Filho fosse o Primeiro, com muitos irmãos. 30  E, ao nos escolher, Ele nos chamou para ir a Ele; e quando fomos, Ele declarou-nos "sem culpa", encheu-nos com a retidão de Cristo, deu-nos o direito de ficar com Ele e nos prometeu sua glória. 31  Que podemos dizer diante de coisas tão magníficas quanto estas? Se Deus está de nosso lado, quem e que pode estar contra nós? 32  Visto que Ele, em nosso favor, não poupou nem o seu próprio Filho, mas O entregou por todos nós, será que certamente não nos dará tudo o mais? Rom 8:29-32 

Marta queria que sua irmã Maria ajudasse nessa tarefa difícil de manter tudo sob controle. Jesus revelou que a inquietação de Marta tinha raízes exatamente nesse desejo de manter tudo sob controle.

Não havia qualquer problema nas tarefas que ela realizava, mas sim no engano que havia tomado conta do seu coração; que com um pouco mais de dedicação e esforço a vida seria do jeito que ela imaginava.

Cada um de nós pode e muitas vezes age exatamente como Marta. Então, quando as precupações alcançarem seu coração e sua alma se tornar inquieta, agitada de um lado par outro com muitas coisas a fazer, lembre-se: a vida está sob os cuidados de Deus e você não é Deus.

pouco é necessário ou mesmo uma só coisa

Há realmente apenas uma coisa necessária com que devemos nos preocupar. E Maria descobriu o que é, e ninguém pode tirar isso dela! (BV)

O que Maria descobriu?

Maria descobriu que a presença de Jesus é melhor que tudo.
Maria descobriu que aprender com Jesus é tudo de bom.
Maria descobriu que parar aos pés de Jesus torna a vida saborosa.
Maria descobriu que para ficar com Jesus é preciso resistir às Martas. 
Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Disqus for Mensagens e Pregações