24 janeiro 2010

Lealdades e Conseqüências 2


Lealdades e Conseqüências
Conexão
Três diálogos curtos que refletem a opinião de Jesus sobre o que significa ser discípulo dele e quais são as conseqüências dessa decisão.
Já entendemos que ser um seguidor de Jesus:
·       Não é alimentar o intelecto de conhecimento,
·       Não é colecionar medalhas de sucessos morais,
·       Não é guardar estrelinha da tarefas religiosas,
·       Não é tornar-se bem-sucedido conforme as regras deste mundo,
Mas é: experimentar com Jesus um relacionamento contínuo, dinâmico e libertador em que o amor toma nossa mão e nos ensina a dança as músicas que a vida nos oferece.
Esses diálogos têm a ver com lealdades e conseqüências.
Eles foram deixados nas Escrituras para que leitores como nós possam refletir sobre: (1) a quem somos leais e (2) se estamos dispostos a sofrer as conseqüências dessa lealdade.
Os três diálogos acontecem entre Jesus e pessoas que ele encontra pelo caminho:
57 Enquanto estavam a caminho, alguém disse a Jesus: “Eu te seguirei aonde quer que tu vás”. 58 Jesus respondeu: “As raposas têm tocas e os pássaros do céu têm ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça”.

O Primeiro Diálogo
Sem campanha evangelística, sem folheto, sem uma Série de Conferências ou qualquer divulgação programada, um sujeito jogou-se diante de Jesus e jurou fidelidade pra toda a vida.
1.          Basta conhecer pessoalmente a Jesus para que as pessoas se sintam atraídas a Ele.
·       Durante seu ministério, sua presença, palavra e amor foram suficientes para que as pessoas se sentissem atraídas para segui-lo.  Hoje, essa presença, sua palavra e o seu amor em nós, pela ação do Espírito Santo, são a força que atrai as pessoas a seguir Jeus.

2.          Mas, cara de limão, frases de efeito e palavras bonitas não impressionam Jesus.
o  Depois de ouvir aquela declaração de lealdade eterna, Jesus não ficou de olhos marejados, emocionado com o que tinha ouvido, mas disse: que bom, mas você entende realmente o que isso significa?

o  Você tem certeza do que está dizendo? Você realmente quer me entregar a sua lealdade e me seguir? Você sabe as conseqüências de fazer parte do meu time?
O teste de Jesus
58 Jesus respondeu: “As raposas têm tocas e os pássaros do céu têm ninhos; mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça”.
Jesus fez uma comparação direta com coisas simples da natureza para falar de verdades espirituais que têm o poder de transformar nossas vidas. As raposas têm tocas onde dormir, não é verdade? Os passarinhos também têm um galho onde podem descansar, certo? Mas o Filho do Homem não tem onde repousar a cabeça.
O Filho do Homem é aquele de quem o profeta Daniel afirma:
14 Foi-lhe dado domínio, e glória, e o reino, para que os povos, nações e homens de todas as línguas o servissem; o seu domínio é domínio eterno, que não passará, e o seu reino jamais será destruído. Dan 7:13-14

Alguém que recebeu o direito de ser servido por todos os povos. Um líder poderoso, cujo reino não tem fim; um rei eterno, cujo o reino jamais será destruído. Os poderes que dominam este mundo caído não o acolheram. Jesus é um Rei que foi rejeitado.
O apóstolo João retratou bem essa situação:
10 Embora Ele tenha feito o mundo, não foi reconhecido pelo mundo, quando veio. 11 Mesmo em sua própria terra entre seu próprio povo, os judeus, Ele não foi aceito. Só uns poucos O acolheram e receberam. João 1:1-10 BV 

Os poderes
Jesus foi rejeitado pelos poderes deste mundo porque a vida, a palavra e a obra dele na cruz eram (e são) uma denúncia contra esses poderes.
As palavras de Jesus são contrárias ao modo de ver a vida que esses poderes têm promovido e por isso ele foi (e é) rejeitado.
Que poderes são esses que rejeitaram e ainda rejeitam a Jesus e seus seguidores? Bom, vou citar três deles: a Religião, a Política, e o Dinheiro. Hoje, refletiremos sobre a Religião.

Poder da Religião
Porque as potestades da religião rejeitam Jesus? Porque ele abre os olhos das pessoas para as mentiras que a religião diz, e, ao fazer isso, denuncia toda a farsa que foi montada para afastar as pessoas de Deus.
Os poderes da religião condicionam o amor do Pai à quantidade e à qualidade dos nossos esforços para agradar a Deus, mas isso é uma mentira; Deus ama porque Ele é amor.
Aqueles que são convencidos pelas potestades da religião, de que o amor de Deus depende das coisas certas que fazemos, caem em uma armadilha diabólica.
Tudo começa com o esforçar para fazer muitas coisas certas, tentando se tornar merecedor do amor do Pai. Depois de alguma frustração, você percebe que é incapaz de alcançar o padrão de Deus naquilo que faz e entra em crise; uma crise de fé.
Aí os Poderes da Religião lançam o seu engodo: se você continuar desse jeito vai perder o amor do Pai. Você precisa se esforçar para fazer mais e melhor. Acreditando na mentira, de que o amor do Pai depende da quantidade e da qualidade dos seus acertos, você se esforça mais.
Depois de muita frustração, confuso e certo de que precisa fazer algo antes de perder o amor do Pai, você começa a fingir que está acertando; cria máscaras para encobrir o rosto opaco, que perdeu o brilho da presença de Deus, e capas para esconder a pessoa humana que você realmente é.
Você caiu na armadilha e se tornou um religioso. Um fingido.
13 Ai de vocês, fariseus, e de vocês, demais líderes religiosos! Fingidos! Pois vocês não deixam os outros entrarem no Reino dos Céus, nem vocês mesmos entram. 14 Vocês parecem ser santos, com todas as suas longas orações públicas nas ruas, enquanto estão expulsando as viúvas das casas delas. Fingidos!

15 Sim, ai de vocês, fingidos. Porque vão a qualquer distância para converter alguém, e depois fazem a mesma pessoa duas vezes mais digna do inferno do que vocês mesmos são.

23 Sim, ai de vocês, fariseus, e demais líderes religiosos - fingidos! Pois dão o dízimo até da última folha de hortelã da sua plantação, mas se esquecem das coisas importantes - a justiça, a misericórdia e a fé. Sim vocês devem dar o dízimo, mas não deve deixar de fazer as coisas mais importantes. 24 Guias cegos! Vocês coam um mosquito e engolem um camelo.

25 Ai de vocês, fariseus, e líderes religiosos - fingidos! Vocês são tão cuidadosos em limpar a parte de fora da taça, mas o interior está imundo de exploração dos outros e de cobiça. 26 Fariseus cegos! Limpem primeiro o interior da taça, e então ela inteira ficará limpa.

27 Ai de vocês, fariseus e líderes religiosos! Vocês são como belos túmulos - cheios de ossos de homens mortos, de podridão e sujeira. 28 Vocês procuram parecer homens santos, mas por baixo desses mantos de bondade, estão corações manchados de toda espécie de fingimento e pecado.

29 Sim, ai de vocês, fariseus, e de vocês, líderes religiosos - fíngidos! Pois constroem monumentos aos profetas mortos pelos seus pais, depositam flores nos túmulos dos homens bondosos que eles destruíram, 30 e dizem: 'É claro que nós nunca faríamos como nossos pais'. 31 Dizendo isso, vocês estão acusando a si mesmos, de serem os filhos de homens perversos. 32 E vocês estão seguindo os seus passos, enchendo até em cima a medida completa da maldade deles. 33 Serpentes! Filhos de víboras! Como vocês escaparão da condenação do inferno? (Mat 23:13-33) 

Que grande destruição os Poderes da Religião são capazes de causar na vida de uma pessoa.

Voltando para as raposas e os passarinhos
Quando Jesus ouviu a declaração de lealdade daquela pessoa à beira da estrada e afirmou que as raposas têm suas tocas e os passarinhos os seus ninhos, mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça, eles estava dizendo algo mais ou menos assim:
·       Você compreende que a minha vida e as minhas palavras são contrárias aos poderes da religião, e que por isso não há lugar para mim entre aqueles que promovem suas mentiras?
·       Você entende que se você se tornar leal a mim o travesseiro da religião lhe será tirado, e que, assim como eu, você ganhará inimigos gratuitos e não terá onde reclinar a cabeça?
·       Você está disposto a buscar ao Pai com sinceridade de coração e abrir mão do fingimento para experimentar o amor incondicional de Deus?
·       Você está pronto para ser rejeitado pelos poderes religiosos em nome da sua lealdade a mim?
...as raposas têm suas tocas e os passarinhos os seus ninhos, mas o Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça...
Conclusão
Os poderes da Religião pregam uma mentira sobre Deus: que o amor dele está condicionado aos nossos acertos e sucessos.
Em torno disso foi construído o império da religião, nos qual seus líderes estabelecem as regras dessa mentira de forma cuidadosa e razoável, até tudo pareça verdadeiro.
Esse império atrai milhões com a promessa de que com um pouco de esforço, tudo estará resolvido.
Mas, Jesus expôs o engano dessas potestades na Cruz.
·       Na cruz, a lógica da religião foi desmantelada.
·       Na cruz, o sistema de mérito foi ferido de morte.
·       Na cruz, os poderes da religião foram obrigados a dobrarem-se diante da verdade: O amor de Deus não é resultado dos nossos acertos e sucessos, mas é uma expressão do próprio ser de Deus.
13 Vocês estavam mortos em pecados e seus desejos pecaminosos ainda não tinham sido afastados. Então Ele deu-lhes participação na própria vida de Cristo, porque lhes perdoou todos os pecados, 14 e apagou as acusações confirmadas que havia contra vocês, a lista dos seus mandamentos que vocês não tinham obedecido. Tomando esta lista de pecados, Ele a destruiu, pregando-a na cruz de Cristo. 15 Deste modo Deus tirou o poder de Satanás acusar vocês de pecado e exibiu publicamente ao mundo inteiro o triunfo de Cristo na cruz, onde foram tirados todos os pecados de vocês. Col 2:13-15 

·       Na cruz, a duplicata que provava sua dívida com Deus, foi paga e exposta publicamente, diante dos poderes da religião. nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus.
·       Na cruz, as denúncias do Acusador contra você, perderam sua força: Deus perdoou todos os seus pecados e lhe dá a oportunidade de viver a vida abundante que há em Cristo.
·       Na cruz, o amor de Deus tornou-se graça para nos libertar da prisão do esforço e do mérito.
·       Na cruz, Aquele que foi rejeitado pelos poderes da Religião, amou e acolheu a todos para que você possa viver em paz com Deus, livre das mentiras sobre Ele e conhecendo cada dia mais sua bondade, seu amor, sua graça, sua fidelidade, sua misericórdia e longanimidade para conosco.
Postar um comentário