27 outubro 2007

Imagens e Reflexos

Introdução

A noite de ontem começou com belíssima lua cheia. Da janela do nosso apartamento deu para acompanhar os primeiro momentos dessa aparição. O céu estava quase sem nuvens e o brilho era tão forte que a noite estava clara.

Na frente do nosso condomínio há um terreno baldio. É um terreno bem grande, sujo e sem iluminação. Quando tirei os olhos daquele cenário lindíssimo, por causa da luz da lua, consegui enxergar com muita clareza o lixo, os entulhos e a sujeira que estão se acumulando no terreno. Deu até pra ver uma ratazana que procurava alguma coisa pra comer.

Continuei olhando para o terreno e um ponto, com um brilho intenso, me chamou a atenção. Como era possível que no meio de tanto lixo pudesse ter alguma coisa que brilhasse daquela maneira?! Pareceu que tinha sido acessa uma luz ou uma lanterna. Era quase como ver uma estrela no meio do lixo. Quando eu olhei com mais atenção, vi que aquele brilho vinha de um pedaço de espelho que havia ficado na posição certa para refletir a luz da lua que apareceu ontem à noite. O espelho fazia parte do lixo, mas estava brilhando como uma pedra preciosa.

Hoje eu gostaria de compartilhar com os irmãos e amigos sobre imagens e reflexos. Vamos falar sobre coisas que brilham por si mesmas, mas também vamos falar de coisas que não brilham por si mesmas, mas podem refletir a luz que vem sobre elas.

O mundo é um lixão

Há pessoas que passam pela vida como se estivessem anestesiadas. Não se dão conta do mundo em que estão vivendo. Você olha para elas e vê que elas vivem como se estivessem em um jardim cheio de flores, tocando uma grama bem verdinha. Elas reúnem suas famílias nesse gramado, fazem festas, deitam-se e rolam nele como se estivessem em um belo e macio tapete verde.

A primeira coisa que eu quero lhe dizer nesta noite é que o mundo em que vivemos infelizmente não é um jardim florido, mais sim um grande lixão no qual eu e você fazemos a nossas vidas. Todos os dias, os jornais e a TV estão cheios de provas incontestáveis de que vivemos nesse grande lixão.

Mães que matam seus filhos pequenos, pais que abandonam suas famílias, homens embriagados que massacram seus filhos e sua esposa, homens e mulheres que exploram seus semelhantes pagando salários miseráveis, criminosos que tiram a vida humana por alguns trocados, rapazes afundados na droga, meninas que vendem seus corpos pela refeição do dia, a natureza destruída por causa da ganância, comerciantes desonestos que enganam para aumentar os lucros, juízes que não agem com justiça e governantes que só pensam em poder e em encher os próprios bolsos com dinheiro.

Infelizmente, embora nós tenhamos sido criados por Deus para vivermos em um jardim, o mundo em que estamos é um grande lixão.

O que vemos com nossos olhos é na verdade a confirmação do que a própria bíblia fala sobre o estado em que se encontra a humanidade.

(10) como está escrito: Não há justo, nem sequer um. (11) Não há quem entenda; não há quem busque a Deus. (12) Todos se extraviaram; juntamente se fizeram inúteis. Não há quem faça o bem, não há nem um só. (13) A sua garganta é um sepulcro aberto; com as suas línguas tratam enganosamente; peçonha de áspides está debaixo dos seus lábios; (14) a sua boca está cheia de maldição e amargura. (15) Os seus pés são ligeiros para derramar sangue. (16) Nos seus caminhos há destruição e miséria; (17) e não conheceram o caminho da paz. (18) Não há temor de Deus diante dos seus olhos. (Rom 3:10-18)

(28) E assim como eles rejeitaram o conhecimento de Deus, Deus, por sua vez, os entregou a um sentimento depravado, para fazerem coisas que não convêm; (29) estando cheios de toda a injustiça, malícia, cobiça, maldade; cheios de inveja, homicídio, contenda, dolo, malignidade; (30) sendo murmuradores, detratores, aborrecedores de Deus, injuriadores, soberbos, presunçosos, inventores de males, desobedientes ao pais; (31) néscios, infiéis nos contratos, sem afeição natural, sem misericórdia; (32) os quais, conhecendo bem o decreto de Deus, que declara dignos de morte os que tais coisas praticam, não somente as fazem, mas também aprovam os que as praticam. (Rom 1:28-32)

A Bíblia é assim: ela não usa maquiagem para disfarçar a situação do ser humano. A palavra de Deus mostra nossas mazelas e pecados de forma tão crua porque apenas quando nós reconhecemos quem realmente somos é que Deus pode operar alguma mudança em nós. Apenas quando nos damos conta de nossa real situação, de que estamos nos revirando no lixo e que a grama é na verdade uma lama escura e mal cheirosa, é que nossas vidas poderão ser mudadas.

O terreno baldio ao lado meu condomínio transformou-se em um lixão. Naquela noite de lua eu pude enxergar com clareza e vi o entulho e a sujeira que tomou conta daquele lugar. Hoje é um dia de luz e o Senhor já começou a mostrar a sujeira na qual você tem vivido a sua vida.

A imagem perfeita de Deus

A lua é tão bela que tem sido cantada em prosa e verso pelos poetas por toda a história da humanidade. Uma noite de luar é capaz de tornar os corações mais sensíveis. É um momento e que os casais apaixonados param, contemplam e suspiram.

No entanto nós sabemos que o brilho da lua não vem dela mesma, mas é um reflexo da luz do sol. A luz funciona como uma espécie de espelho opaco que recebe e reflete a luz do sol. Quando a noite escurece a terra, a lua é uma lembrança de que em algumas horas o sol vai voltar a brilhar.

Ainda que a lua funcione como um tipo de espelho, ela não é um bom espelho, isto é, não dá para ver o sol através dela. Não dá para olhar para a lua e enxergar o sol. Vemo-la brilhar, mas não conseguirmos saber exatamente como o sol é. Por isso, ainda que aconteça a mais clara noite de luar, ela continuará sendo mais escura do que o dia.

Porque toda essa história da lua e do Sol? Eu consegui enxergar o terreno baldio enfrente do meu condomínio apenas com a luz da lua. Mas para você compreender como sua situação é terrível e desesperadora, vivendo e comendo do lixo, é preciso que você permita que a luz de um espelho perfeito reflita sobre você a imagem que vem de Deus.

A luz que faz ver quem somos e o quanto estamos precisando de ajuda vem de Deus, mas ela chega até nós refletida por um espelho perfeito. Esse espelho não tem distorções nem manchas e reflete com perfeição a imagem do Deus todo poderoso. O espelho perfeito que precisa clarear seus caminhos é o Senhor Jesus Cristo.

(1) Havendo Deus, outrora, falado, muitas vezes e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, (2) nestes últimos dias, nos falou pelo Filho, a quem constituiu herdeiro de todas as coisas, pelo qual também fez o universo. (3) Ele, que é o resplendor da glória e a expressão exata do seu Ser, sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, depois de ter feito a purificação dos pecados, assentou-se à direita da Majestade, nas alturas, (4) tendo-se tornado tão superior aos anjos quanto herdou mais excelente nome do que eles. (Heb 1:1-4)

Reconhecer que Jesus Cristo é o próprio Deus que se fez gente é o primeiro passo para sair do lixão dessa vida. O Senhor Jesus é a imagem de Deus. Ele é a luz capaz de esclarecer o significado da vida e iluminar os nossos caminhos. Não é uma invenção minha, mas o Senhor mesmo diz isso sobre si.

Falou-lhes, pois, Jesus outra vez, dizendo: Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida. (Joh 8:12)

(16) Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. (17) Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele. (18) Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus. (19) E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más. (Joh 3:16-16)

As palavras de Jesus, sua maneira de viver e a forma como ele amou as pessoas é a luz que revela a maldade do nosso coração. A sua vida perfeita demonstra o quanto o nosso jeito de viver ofende a Deus.

Quem deseja conhecer a Deus e saber quem Ele é deve olhar para Jesus, porque ele é a imagem de Deus, exata e sem distorções. Quem quer ficar perto de Deus precisa aproximar-se de Jesus, porque Ele reflete com perfeição o caráter de Deus.

Jesus conversou sobre essa questão com dois dos seus discípulos: Tomé e Filipe.

(5) Disse-lhe Tomé: Senhor, nós não sabemos para onde vais; e como podemos saber o caminho? (6) Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. (7) Se vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Pai; e já desde agora o conheceis, e o tendes visto. (8) Disse-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o Pai, o que nos basta. (9) Disse-lhe Jesus: Estou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e como dizes tu: Mostra-nos o Pai? (Joh 14:5-9)

Eu não sei o que você já tentou para endireitar sua vida. Também não sei quanto lixo você já comeu, nem quanto de lama já se apegou à sua vida. Mas eu sei que você precisa reconhecer a Jesus como o único capaz de tornar claras as suas noites escuras.

(12) Dando graças ao Pai que nos fez idôneos para participar da herança dos santos na luz;(13) O qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor; Col 1:12-13

Ele é o único digno de adoração, o único a quem devemos prestar reverência, o único que pode nos tirar do lixão, limpar a sujeira que tomou conta de nós e nos transportar para o verdadeiro jardim que Deus tem preparado para nós.

APELO

Brilhando no lixão

Ontem à noite, quando olhei para o terreno baldio em frente do meu condomínio, o que me chamou atenção foi um brilho que parecia de algo de valor. Eu fiquei olhando para aquele reflexo e pensando: o que pode estar brilhando ali? Era um espelho que refletia a luz da lua.

Deus nos transportará de volta para o jardim. Ele nos tirará do lixão em que essa vida se transformou. Mas, enquanto essa promessa não se realiza plenamente, Ele nos chama para sermos espelhos que refletem a imagem do seu filho Jesus Cristo. Assim como o Filho reflete a imagem do Pai, nos somos chamados a refletir a imagem do filho, que é também a imagem do pai.

(29) Porque os que dantes conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos; (30) e aos que predestinou, a estes também chamou; e aos que chamou, a estes também justificou; e aos que justificou, a estes também glorificou. (Rom 8:29-30)

Enquanto estivermos nessa vida teremos que conviver com o cheiro do lixo. O pecado ainda nos perseguirá, ainda que não tenha mais domínio sobre nós. A injustiça dos homens, o orgulho e falta de amor ainda estarão presentes. Mas, aqueles que olharem para nós verão a luz, a imagem do Filho de Deus.

O Senhor chama seus filhos a uma vida santa, uma vida de testemunho e exemplo. Ele nos chama para sermos luz, assim com ele é a Luz. Ele é a luz do mundo, mas nós também somos luz para o mundo em que vivemos quando refletimos em nossas vidas o caráter de Cristo.

(14) Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; (15) Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa. (16) Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus. (Mat 5:14-16)

Aquele que viram em Jesus o reflexo da imagem de Deus e o aceitaram como Senhor e Salvador de suas vidas não podem ficar escondidos. A luz de Cristo precisa brilhar em sua vida, meu irmão. Você deve ser como aquele pedaço de espelho que eu vi. Você está no mundo, mas não é dele. Você no lixão mas as pessoas vêem em você o brilho de Cristo.

Jesus é a imagem exata de Deus porque ele concordava com o Pai em tudo. Ele só fazia as obras que Deus faz, ele tinha pensamentos que agradam a Deus. Ele viveu nesse mundo da maneira que o próprio Pai viveria.

(10) Não crês tu que eu estou no Pai, e que o Pai está em mim? As palavras que eu vos digo não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que está em mim, é quem faz as obras. (11) Crede-me que estou no Pai, e o Pai em mim; crede-me, ao menos, por causa das mesmas obras. (Joh 14:10-11)

É assim que assim que a nossa luz vai resplandecer diante dos homem: fazendo as mesmas obras que ele fez. Seremos reconhecido como filhos de Deus pelo nosso procedimento correto, pelo amor demonstrado na prática, pela honestidade, pela vida santa que foge do pecado. Quando vivemos do jeito que Cristo viveu Deus é glorificado até por aqueles que não o temem.

Postar um comentário