31 dezembro 2007

2008, o ano de reconciliação

Introdução

Porque você continua nessa briga com Deus?
Como assim?! Eu não estou brigando com Deus!

Tem certeza? Será que a maneira como você vive, desconectado de Deus, sem interesse por Ele, preocupado apenas consigo mesmo, não é uma briga com Ele?

Você poderia considerar que não só você, mas todo o mundo está em guerra contra Deus?

Será difícil para você considerar que nosso egoísmo, nossa falta de amor com as pessoas, nosso jeito de comprar e usar, a ausência de compaixão pelos necessitados, a forma violenta da convivência nas cidades são como gritos agressivos nos ouvidos de Deus?

Será difícil para você se convencer de que nossa arrogância ao nos considerarmos donos da verdade, nosso desejo de não precisarmos de Deus e nosso orgulho em não dependermos de ninguém para nada são como um soco na boca do estômago de Deus?

É difícil você perceber que a maneira como tratamos os indefesos, a forma como destratamos as crianças da nossa cidade, o desprezo que temos pelos deficientes, e o nojo que destilamos dos desvalidos soam como palavrões ditos na face de Deus?

É difícil você perceber que ao se esforçar para viver sua vida sem dar importância aos conselhos e orientações do Criador você se fez inimigo Dele?

Uma contenda com os moradores da Terra

O profeta Oséias viveu cerca de 750 anos antes de Cristo. Foi ele quem deixou registradas as seguintes palavras que mais parece o comentário do jornal de hoje:

(1) Ouvi a palavra do SENHOR, vós, filhos de Israel, porque o SENHOR tem uma contenda com os habitantes da terra, porque nela não há verdade, nem amor, nem conhecimento de Deus. (2) O que só prevalece é perjurar, mentir, matar, furtar e adulterar, e há arrombamentos e homicídios sobre homicídios. (3) Por isso, a terra está de luto, e todo o que mora nela desfalece, com os animais do campo e com as aves do céu; e até os peixes do mar perecem. (Oséias 4:1-3 - ARA)

No jardim do Éden declaramos guerra contra Deus. E não adianta dizer que não fomos nós, porque nossa maneira de viver tem alimentado essa disputa contra o Deus eterno. Porque continuamos nessa aposta contra Deus? Será difícil perceber que nós temos tudo a perder?

Tal como dizem as Escrituras: Não há ninguém que seja justo; nem um sequer está inocente. Não há ninguém que compreenda; que busque os caminhos de Deus. Todos se desviaram e juntamente se corromperam. Não há quem faça o bem, absolutamente ninguém! A sua fala é como o mau cheiro dum sepulcro aberto; as suas línguas praticam mentiras. O veneno de serpentes pinga dos seus lábios; as suas bocas estão cheias de maldade e engano. Os seus pés são prontos a derramar sangue; vivem para destruir e para arruinar. Não conhecem o caminho da paz. Não têm nenhum temor a Deus. (Rom. 3:10-18 - O Livro)

É isso que você deseja: continuar tentando, sem sucesso, provar para Deus e para e para os outros que você é uma boa pessoa, um bom pai, uma boa mães, um bom cidadão? É hora de entregar os pontos e se render. 2008 será um ano novo! O ano em que você fará as pazes com seu Criador através do poder reconciliador que há no sacrifício feito por Cristo na Cruz.
O Caminho da Reconciliação

O Evangelho de Jesus, as boas novas, a boa notícia é que há um caminho, um único caminho para a reconciliação com Deus:

Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. (Joh 14:6 - ARA)

Não há reconciliação fora de Cristo. Não dá pra fazer as pazes com Deus apenas com esforços humanos. Nisso está a grandeza do amor de Deus por cada um de nós, por você e por mim: Ele tomou a iniciativa e providenciou um meio de reconciliação.

(6) Quando nos encontrávamos sem possibilidades de sair da situação de pecadores culpados, Cristo veio, no momento oportuno, e morreu por nós, pecadores. (7) Mesmo que fôssemos bons, realmente não esperaríamos que alguém morresse por nós, embora isso fosse muito difícil, naturalmente. (8) Mas Deus prova o seu amor para conosco em que Cristo morreu por nós, sendo nós ainda pecadores. ... (10) E se, quando éramos inimigos de Deus, fomos trazidos em paz para junto dele pela morte de seu Filho, quanto mais, tendo sido reconciliados com Deus, seremos salvos de castigo eterno pela sua vida. (11) E agora alegramo-nos intensamente na relação que Deus estabeleceu conosco; tudo, sempre, por causa do que nosso Senhor Jesus Cristo fez, morrendo pelos nossos pecados, fazendo de nós amigos de Deus. (Rom. 5:6-11 – O Livro)

Agora é a hora! Esse é o momento de você fazer as pazes com Deus. Não importa se você um dia já levantou sua mão em uma igreja ou mesmo se você todos os domingos freqüenta um culto, uma missa ou qualquer reunião religiosa.

A questão agora é que você não pode desperdiçar mais um ano de sua vida longe de Deus. Ele já providenciou um acordo de paz. Esse acordo foi escrito com o sangue do seu Filho, selado com sua morte na cruz e tornou-se poderoso para salvar por causa ressurreição do Senhor ao terceiro dia. Agora, basta que você assine e deixe a paz invadir sua vida.

O Ministério da Reconciliação

Saulo viveu nos dia de Jesus. Ele era um religioso judeu, que se achava muito correto, até que encontrou a Jesus. Saulo também brigava com Deus e não tinha paz em seu coração. Para ele Jesus era um agitador, um baderneiro que finalmente tinha sido eliminado. Agora era preciso dispersar também os seguidores de Jesus.

Saulo de Tarso encontrou-se com Jesus no caminho para uma cidade chamada Damasco. Ali, ele reconciliou-se com Deus e recebeu uma missão de Deus: dizer para outras pessoas que era possível fazer as pazes com Deus e receber dele uma nova vida.

(15) E se ele morreu por todos é para que todos os que agora vivem, não vivam mais para si mesmos, mas para Cristo que para eles morreu e ressuscitou. (16) Por isso agora não avaliamos mais as pessoas por aquilo que elas possam parecer, sob o ponto de vista humano. Antigamente, eu pensava em Cristo assim, como se ele fosse um simples ser humano. Mas agora já não é dessa forma que o conheço! (17) Se alguém está ligado a Cristo transforma-se numa nova pessoa; as coisas antigas passaram; tudo nele se fez novo!

(18) Tudo isso é obra de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo, através daquilo que Cristo fez por nós e nos confiou a missão de anunciar essa mesma reconciliação.

(19) Porque Deus estava em Cristo, reconciliando o mundo consigo mesmo, não mais considerando os pecados dos homens como razão de acusação contra eles. Eis pois a mensagem que pregamos. (20) Somos então como embaixadores de Cristo. E é como se Deus por nosso meio lançasse um apelo aos homens. Nós vos suplicamos então, da parte de Cristo, que se reconciliem com Deus! (2 Cor. 5:17-20 – O Livro)

Eu e você fomos feitos embaixadores de Cristo. Ele nos reconciliou com Deus e nos transformou em mensageiros da reconciliação. É através de nós, de nossas vidas, que Deus lança um chamado para todos se reconciliem com Ele.

Reconciliação é Salvação

O desejo de Deus é que todo ser humano abra mão de si mesmo e faça as pazes com Ele. Aparentemente isso pode parecer algo negativo, mas não é! É preciso confiar, crer que aquilo que Deus tem preparado para nós é muito melhor do que os nossos melhores sonhos.

Precisamos falar dessa boa nova para todos. Mas por quê? Porque essa eternidade de alegria, satisfação e felicidade com Deus está reservada apenas para aqueles que estiverem reconciliados com Ele através de Jesus Cristo.

(9) Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo; (10) pois é com o coração que se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação. (11) Porque a Escritura diz: Ninguém que nele crê será confundido. (12) Porquanto não há distinção entre judeu e grego; porque o mesmo Senhor o é de todos, rico para com todos os que o invocam. (13) Porque: Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. (14) Como pois invocarão aquele em quem não creram? e como crerão naquele de quem não ouviram falar? e como ouvirão, se não há quem pregue? (15) E como pregarão, se não forem enviados? assim como está escrito: Quão formosos os pés dos que anunciam coisas boas! (Rom 10:9-15 - ARA)

Você e eu recebemos de Deus o ministério da reconciliação. Fomos feitos embaixadores de Cristo em um mundo hostil a Deus. Deus nos comissionou, Ele nos deu uma missão: Falar a todo ser humano que Deus deseja reconciliação e Ele mesmo já fez tudo o que era necessário para isso.

2008 será o ano em que você deixará de lado em que você será constrangido pelo amor de Deus a abrir sua boca e falar do seu filho Jesus Cristo. Será o ano em que seu procedimento falará da reconciliação que há na cruz de Cristo.

2008, um ano novo.

2008 será um ano de Reconciliação para todos os que fazem a Igreja Batista do Caminho!

2008 será um ano em que nos renderemos nas contendas que temos com Deus; vamos enfrentar as lutas que temos dentro de nós mesmos e abrir mão das arengas que temos uns com os outros.

2008 será um ano novo! Entraremos nele comprometidos com uma nova vida!

2008 será um ano em que faremos as pazes com Deus. Será um ano para vivermos a Reconciliação com Deus em toda a plenitude.

2008 será um ano em que ansiaremos pela paz em nosso coração e também no coração daqueles que nos cercam. Um ano em que seremos embaixadores da reconciliação que há em Cristo.

Em 2008, você será instrumento de Deus para que o mundo conheça o evangelho de Jesus. Chega de entrar calado e sair mudo! Chega de omissão e silêncio. Chega de ser agente secreto de Deus. A você foi confiado o ministério da reconciliação.

2008 será um ano em que encontraremos consolo na cruz de Cristo; não em nossas habilidades, não naquilo que possuímos, não em nossas alegrias temporárias, nem tampouco em nossas tristezas, que parecem não ter fim.

2008 será um ano novo! Um feliz ano novo.
Postar um comentário