29 dezembro 2006

Janelas de Mudança


Porque Deus não criou o universo de uma vez só? Ele poderia, num estalar de dedos, fazer surgir tudo o que estava em sua mente. Sem “perda de tempo”, sem tem que esperar nada, bem ao gosto da nossa cultura fast food. Ao invés disso, Ele, que não está sujeito ao tempo, criou o mundo em etapas, em partes. Penso que há sabedoria nisso.

Ao criar o mundo em etapas, o Deus que não teve começo nem fim e que encerrou sua criação sob o tempo nos deixou como legado começos, fins e recomeços. Começa o primeiro dia... Termina o primeiro dia, começa o segundo dia... Termina o segundo dia e assim por diante. Todos eles com manhãs e tardes. É assim no Gênesis, o livro dos começos.

Mais um ano termina, mais um ano vai começar! E quando isso acontece, abre-se a janela da mudança. Uma janela de que precisamos desesperadamente e sem a qual a transformação que Deus deseja fazer em nós jamais acontecerá. Os fins e recomeços nos permitem mudar a direção da vida. Não só decidir mudar, mas parar de caminhar na direção em que se vai, virar-se e caminhar em outra direção.

Em 2007 desejamos que as janelas de mudança se abram em sua vida e sejam aproveitadas.

Desejamos que as novas direções sejam tomadas pelo conselho da Palavra de Deus e que a força para manter-se nos novos caminhos venha da presença do Seu Espírito em você. Que você encontre sabedoria para as decisões que irá tomar; sabedoria do alto, não aquela produzida no coração humano. Que o tempo (essa dimensão em que Deus nos encerrou), seus começos, fins e recomeços permitam-lhe ver o amor do Criador revelado em Jesus Cristo e assim render-se a Ele confiadamente.

Boas Festas e Feliz 2007!

Aristarco
Marina
Lídia
Levi

Postar um comentário