13 agosto 2010

Jesus, esperança para as cidades






Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas os que te foram enviados! Quantas vezes quis eu reunir os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintinhos debaixo das asas, e vós não o quisestes! (ARA) Mat 23:37 

O que são as cidades?
Cidades têm prédios, praças, pontes e ruas,
Cidades estão entre rios, lagoas, mangues, dunas, serras, praias, florestas; fauna e flora pré existentes, onde há vida.
Cidades são pessoas e os relacionamentos que mantêm entre si.

Cidade abandonada, cidade fantasma, cidade dormitório... toda vez que as pessoas deixam de fazer parte, precisamos redefinir a palavra cidade com um adjetivo.

O que é esperança?
Expectativa de que algo desejado venha a acontecer

As cidades precisam de esperança? De que tipo?
De que o bem prevaleça...
De que a vida humana seja respeitada...
De que o mal será detido...
De que a alegria venha fazer parte da vida de todos...
De que o dinheiro não seja mais adorado...
De que a destruição do meio ambiente será detida...
De que as pessoas sejam amadas incondicionalmente...
De que haja consolo para os que sofrem...
De que um dia haverá paz em suas ruas...
De que o poder encontrará limites...
De que o fingimento deixe de ser necessário...
De que a morte deixe de ser uma ameaça...
De que o perdão se torne constante...
De que a vida humana faça sentido...

Jesus pode ser esperança para as cidades? Como?

Falando novamente ao povo, Jesus disse: "Eu sou a luz do mundo. Quem me segue, nunca andará em trevas, mas terá a luz da vida". Joã 8:12 

14 "Vocês são a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade construída sobre um monte. 15  E, também, ninguém acende uma candeia e a coloca debaixo de uma vasilha. Pelo contrário, coloca-a no lugar apropriado, e assim ilumina a todos os que estão na casa. 16  Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos céus". Mat 5:14-16 

·       Jesus se torna esperança para as cidades quando Ele (que é a luz do mundo) é refletido em nós, que vivemos nas cidades, e então nos tornamos luzes para as cidades.

Vasilhas que apagam a esperança

1.    A obsessão por leis e regulamentos.

"Ai de vocês (lamento por vocês), mestres da lei e fariseus, hipócritas! Vocês fecham o Reino dos céus diante dos homens! Vocês mesmos não entram, nem deixam entrar aqueles que gostariam de fazê-lo. Mat 23:13 

·       O pensamento dos primeiros seguidores de Jesus era que as leis e os regulamentos religiosos eram inúteis para as trasnformações que Deus deseja fazer em nós. Só a Graça de Deus poderia suportar o que tudo isso representa.
·       Voltamos às leis porque cumprir normas nos dá uma sensação de controle, que não corresponde à realidade, mas conduz ao orgulho. (Col. 2:18-23)
·       Jesus é esperança para as cidades nós quando admitimos nossa incapacidade em acertar, pedimos a ajuda do Espírito para acertarmos e decidimos confiar no amor no Pai quando não acertamos.

2.    O pecado disfarçado de piedade.

"Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas! Vocês devoram as casas das viúvas e, para disfarçar, fazem longas orações. Por isso serão castigados mais severamente. Mat 23:14 
·       Não há vantagem em encobrir as coisas que você sabe que estão erradas com outras que você sabe que estão certas. Nessa matéria não valem as leis da contabilidade. Isso só revela que você está tentando esconder o lado ruim da sua história.
·       Nenhuma fariseu pensaria em confessar-se dominado pela cobiça e pela avareza. Mas, a confissão é sempre o ponto de partida.
·       Jesus é esperança para as cidades quando nós nos confessamos uns aos outros. Isso nos curará de nossa hipocrisia e de outras doenças, conforme Tiago.

Confessai, pois, os vossos pecados uns aos outros e orai uns pelos outros, para serdes curados. Muito pode, por sua eficácia, a súplica do justo. Tgo 5:16 

3.    O proselitismo cego e predador.

"Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas, porque percorrem terra e mar para fazer um convertido e, quando conseguem, vocês o tornam duas vezes mais filho do inferno do que vocês. Mat 23:15 

·       Jesus parece falar da ânsia dos judeus por atrair pessoas (que eram chamados de prosélitos) para sua religião, o judaísmo. Para os fariseus, o charme do Judaísmo eram as Escrituras, sobretudo as leis mosaicas.
·       Jesus não via com bons olhos a mera mudança de clube religioso. Tirar alguém de uma religião para outra apenas reforça a crença no esquema da religião.
·       Jesus é esperança para a cidades quando as pessoas que convivem conosco se sentem atraídas para uma relacionamento pessoal com Cristo.

4.    Preferir a bênção ao invés do abençoador.

16  Guias cegos! Ai de vocês! Porque a sua regra (é que) jurar pelo 'templo de Deus' não tem importância - pode-se quebrar tal voto, mas um juramento pelo 'ouro do templo' deve ser cumprido. 17  Bobos e cegos! Que é maior? O ouro ou o templo que santifica o ouro? Mat 23:16-17 

18  E vocês dizem que um voto feito pelo 'altar' pode ser quebrado, mas um juramento 'pelas ofertas que estão sobre o altar' deve ser cumprido! 19  Cegos! Pois que é maior: a oferta que está sobre o altar, ou o próprio altar que santifica a oferta? Mat 23:18-19 

·       Os fariseus deslocaram o foco: O templo onde Deus se manifesta é importante, mas o ouro... vixe maria! O altar onde se consuma o perdão de Deus é importante, mas as oferendas... vixe maria!
·       É como quem vai a um jantar chic e enche a barriga com os petiscos que são oferecidos na entrada. O acessórios tornou-se principal e o principal é quase dispensado.
·       Jesus é esperança para as cidades quando nós decidimos pelo principal. Quando nossos olhos estão postos sobre aquele que abençoa, não sobre a bênção recebida.

5.    Viver uma vida seletiva

23  Sim, ai de vocês, fariseus, e demais líderes religiosos - fingidos! Pois dão o dízimo até da última folha de hortelã da sua plantação, mas se esquecem das coisas importantes - a justiça, a misericórdia e a fé. Sim vocês devem dar o dízimo, mas não deve deixar de fazer as coisas mais importantes. 24  Guias cegos! Vocês coam um mosquito e engolem um camelo. Mat 23:23-24

·       Os fariseus criaram leis para outros e fizeram uma seleção de mandamentos prediletos para si mesmos. Não é fácil calcular o dízimo da ortelã, folhinha por folhinha, mas é melhor que essa coisa de justiça, misericórdia e fé.
·       Quando selecionamos, vivemos a ilusão de que somos bons (justiça própria); Quando consideramos o projeto de Deus, de nos tornar parecidos com Jesus, só dependendo do Espírito, inclusive para perceber que há coisas mais importante que outras.
·       Jesus é esperança para as cidades quando deixamos de nos iludir com nossa justiça própria e aceitamos a justiça graciosa de Deus, que nos ama enquanto tentamos viver o que é mais importante sem deixar de fazer o que é importante.





6.    Preocupar-se mais com a vista de fora

25  Ai de vocês, fariseus, e líderes religiosos - fingidos! Vocês são tão cuidadosos em limpar a parte de fora da taça, mas o interior está imundo de exploração dos outros e de cobiça. 26  Fariseus cegos! Limpem primeiro o interior da taça, e então ela inteira ficará limpa. 27  Ai de vocês, fariseus e líderes religiosos! Vocês são como belos túmulos - cheios de ossos de homens mortos, de podridão e sujeira. 28  Vocês procuram parecer homens santos, mas por baixo desses mantos de bondade, estão corações manchados de toda espécie de fingimento e pecado. Mat 23:25-28 

·       Cultivar uma aparência externa falsa impede a verdadeira transformação. Isso acontece pela via do autoengano.
·       A opção pelo espetáculo e pelas demonstrações de santidade não muda a realidade de morte do interior do homem.
·       Jesus é esperança para as cidades quando decidimos fazer uma faxina no interior de nossas vidas. Quando isso acontece, outros pecadores como nós vão compreender que há esperança para todos.

7.    Viver confortalmente na incoerência

29  Sim, ai de vocês, fariseus, e de vocês, líderes religiosos - fíngidos! Pois constroem monumentos aos profetas mortos pelos seus pais, depositam flores nos túmulos dos homens bondosos que eles destruíram, 30  e dizem: 'É claro que nós nunca faríamos como nossos pais'. 31  Dizendo isso, vocês estão acusando a si mesmos, de serem os filhos de homens perversos. 32  E vocês estão seguindo os seus passos, enchendo até em cima a medida completa da maldade deles. Mat 23:29-32

·       Os fariseu estavam tão cegos sobre a si mesmos que não eram capazes de reconhecer os passos que estavam dando para se tornarem tão maus quanto as gerações anteriores.
·       Quando não há coerência entre o que afirmamos e o que experimentamos estamos cavando um abismo que nos alienará de Deus e das pessoas.
·       Jesus é esperança para as cidades quando nossa maneira de viver é semelhante à maneira com ele viveu: cheio de convicção quanto ao amor do Pai.


Conclusão

Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas e apedrejas os que te foram enviados! Quantas vezes quis eu reunir os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintinhos debaixo das asas, e vós não o quisestes! (ARA) Mat 23:37 

·       A esperança para a cidades está debaixo das asas de Jesus o filho de Deus. Quando nós nos abrigarmos ali, as pessoas em nossa volta verão que estamos protegidos e amados e, então, crescerá dentro delas o desejo de também serem protegidas e amadas. Então, a Esperança se espalhará pela vida das pessoas das cidades.
Postar um comentário